Banner rodapé.png

"Memórias de São Chico" chega à última etapa

Neste sábado (10), o Colégio José de Alencar será palco da terceira roda de memória do projeto que resgata a história do município

Galeria de diretores do Colégio José de Alencar / FOTO: Lúcia Pires

O Colégio José de Alencar irá sediar neste sábado, dia 10, o último encontro do projeto Memórias de São Francisco de Paula. Nesta Roda de Memória participam alunos e professores da centenária instituição educacional que irão rememorar suas lembranças e histórias que valorizam o patrimônio do município.


Ao longo destes meses de distanciamento social, em razão da pandemia, o projeto adaptou-se à necessidade de limitar as ações presenciais em atividades públicas. Desde então, estão sendo tomadas todas as medidas necessárias, de acordo com os protocolos de segurança e o público pode colaborar por meio de um formulário. Participam desta edição, a professora e psicóloga Maria Luiza Rocha, o advogado Luiz Pompeu Vieira Castello Costa e a massagista formada em Educação Física Maria Inês Müller, que estudaram no prédio, mais a professora Iracema Teixeira, responsável pelas comemorações que marcaram os 100 anos da escola em 2019. Aos que quiserem contribuir com depoimentos, lembranças, curiosidades, fotos e vídeos, basta clicar aqui.


As Rodas de Memória tiveram início em Cazuza Ferreira, em 14 de março. Sua segunda edição ocorreu no Hotel Cavalinho Branco e Lago São Bernardo, em 26 de setembro. Agora, chegou a vez da Escola Estadual José de Alencar.


Prédio do colégio / FOTO: Lúcia Pires

No livro São Francisco de Paula – Um pouco de mim... Um pouco de muitos...(Editora Evangraf Ltda, Porto Alegre, 2019), a professora Maria Lúcia Teixeira fala sobre o Ginásio de São Francisco de Paula, que ocupava o prédio onde hoje funciona a escola estadual.


(...)"Em 1953 foi criado o curso Normal Regional (1º ciclo) que funcionou até 1971, na então chamada Escola Normal José de Alencar. Só em 1962 foi criado o 2º ciclo, na mesma escola, que funcionou na rua Dr. Frederico Tedesco até ser transferida para o prédio que pertenceu ao Ginásio de São Francisco de Paula, que funciona até hoje na rua Assis Brasil, esquina com a Avenida Santos Dumont. O Ginásio iniciou suas atividades em março de 1948, atendido pelas irmãs de São José. Primeiramente funcionou apenas o curso primário, mas em 1950 deu início ao curso ginasial. Apesar de ser conhecido pela excelência na qualidade do ensino e pelo rigor de sua disciplina, infelizmente encerrou suas atividades, definitivamente, em 1973. Oferecia aulas de piano e acordeon em turno inverso àqueles que mostravam interesse pela música. Estimulava bastante o esporte, através de campeonatos de vôlei, tênis, ping-pong e futebol. Faziam parte do currículo escolar o ensino do latim, do inglês e do francês. O Grêmio Estudantil era bastante atuante com participação em eventos estaduais. Em uma determinada época ofereceu internato feminino". (...)


Em diferentes momentos, o cronograma do projeto Memórias de São Francisco de Paula teve que ser modificado em razão da pandemia mas, mesmo assim, se manteve firme em sua agenda de atividades. O projeto se encerra com o lançamento de um livro trazendo informações de cada uma de suas etapas e três mini documentários previstos para o início de 2021. Memórias de São Francisco de Paula é uma realização da Prefeitura Municipal, Secretaria de Turismo, Cultura e Desporto, com Financiamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e recursos do Pro-Cultura RS Fundo de Apoio à Cultura.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
Serra Cult © 2020 Todos os direitos reservados
logo serra cult.png
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Instagram