Banner rodapé.png

Exposição de artes visuais retrata pandemia

11ª Mostra Coletiva de Artistas Visuais Gramadenses tem como tema a pandemia de Covid-19 que assola o mundo

Obras de 33 artistas estão expostas no CMC / FOTO: Fernanda Fauth/Divulgação

O ano de 2020 certamente ficará marcado na memória de todos pelas dificuldades e tristezas provocadas pela pandemia de Covid-19. Em momentos sombrios da história como esse, a arte se apresenta como um subterfúgio para que se expresse os sentimentos humanos mais profundos. Em Gramado, a 11ª edição da Mostra Coletiva de Artistas Visuais Gramadenses traz exatamente essa temática às esculturas, pinturas a óleo, desenhos, gravuras e demais obras expostas no Centro de Cultura da cidade.


São 33 artistas participando da Mostra com suas obras. Algumas, inclusive, foram produzidas durante o isolamento domiciliar. Conforme a diretora do Centro de Cultura, Maria Helena Drechsler de Oliveira, a decisão de manter a mostra teve o intuito de valorizar o talento dos artistas gramadenses. “Apesar da pandemia que todos estamos enfrentando, a Coletiva está acontecendo. Como diretora do CMC levei a sugestão de fazer também de modo virtual e muitos aderiram.”, explica.


A exposição está disponível até o fim de agosto no Centro de Cultura. Durante a bandeira vermelha, a Mostra não pode ser apreciada de forma presencial, mas pode ser vista virtualmente. É necessário agendamento prévio, que pode ser feito através do e-mail centrodecultura@gramado.rs.gov.br ou pelo telefone (54) 3286-4323.





“A arte, ao longo da história, sempre sobreviveu, mesmo em tempos de guerra e outras pandemias. Agora com o coronavírus espero sairmos mais evoluídos e humanizados. Para mim a arte é um constante surpreender. Sabemos o quanto as pessoas gostam de visitar o Centro de Cultura, mas por enquanto todo o cuidado se faz necessário”, Conclui a diretora do CMC.


A Coletiva dos Artistas Visuais Gramadenses teve início em julho de 2010 e foi o primeiro evento cultural a ocorrer no novo espaço do Centro de Cultura, junto ao Lago Joaquina Rita Bier.


Confira os 33 artistas que estão expondo suas obras e as técnicas com as quais trabalham suas obras:

Adriano Gonçalves - fotografia

Allan Scalcon – grafite/lápis no papel

Bia Macedo – acrílico sobre tela

Carla Fernanda Guterres - pontilhismo

Daiane Shneider – grafite sobre papel

Débora Irion – escultura em alumínio

Edília Di Primio – técnica mista

Eduardo Dal-Ri Borges – grafite sobre papel

Eni da Rosa Scur – óleo sobre tela

Fernanda Manéa – pintura acrílica e douratura

Gilberto Sibemberg – terracota policromada

Giovani Gyang – reciclagem com papelão

Giovanni Bocchi – nanking e lápis de cor

Gisela Glufke – acrílica sobre tela

Grasiela Gil – pintura acrílica sobre biscuit/verniz/couro

Jeniffer Landim – café e óleo

Leili Kutt – pedra sabão

Leonid Streliaev - fotografia

Lourdes Cristina Weber de Abreu – óleo sobre tela

Lua do Rio - mosaico

Lúcia Bein - mosaico

Lucie Tecla Henkel Dankwardt(in memoriam) - carvão

Luiza Hellig Alves – grafite e lápis de cor sobre papel

Marilei Andreis - aquarela

Marione da Silva Fão – acrílico sobre tela

Neka Parmegiani – pintura sobre porcelana

Rita Gil - pintura

Samara Barros – carvão sobre papel

Sônia Oliveira Martins – bordado ponto cruz

Sônia Schlee – aquarela sobre papel

Valmi Schneider – óleo sobre tela

Vera Schwingel - aquarela

Xixo – entalhe em madeira

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
Serra Cult © 2020 Todos os direitos reservados
logo serra cult.png
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Instagram