Banner rodapé.png

Canela ganha museu de caminhões que fizeram história no Brasil e no mundo

Lendas do transporte rodoviário estão expostas no recém-aberto American Old Trucks


Igor Mallmann

contato@serracult.com.br

Não é todo dia que se tem o prazer de ver um caminhão dos anos 50 ou 60 brilhando em perfeito estado. Então imagine ver dezenas deles em um mesmo local. Para a alegria dos amantes das lendas da estrada, a cidade de Canela/RS acaba de receber um museu de caminhões, o American Old Trucks. É possível apreciar modelos nacionais, como os da FNM, e estrangeiros, como o Kenworth norte-americano.


Aberto à visitação no início de outubro, o museu começa com a exibição de 55 caminhões, mas chegará a 63 exemplares assim que a coleção estiver completa. O American Old Trucks é uma verdadeira aula de história sobre o transporte rodoviário. Por outro lado, certamente vai despertar fortes emoções nas pessoas que tiverem pais ou outros familiares caminhoneiros, e talvez tenham trabalhado na boleia de modelos que estão expostos em Canela.


FNM 1958 / FOTO: Igor Mallmann

Os modelos da Fábrica Nacional de Motores (FNM), os populares FeNeMê, são um show à parte. Estão representados aqui em configurações para diferentes aplicações. Com seu motor de seis cilindros em linha Alfa Romeo de 150 cavalos e design característico, esse caminhão marcou a vida de muitos estradeiros. “O cara tinha que ser muito profissional para pilotar um desses caminhões antigos”, comenta o gerente do American Old Trucks, Tony Martinez,



O espírito estradeiro norte-americano também está muito bem representado, com um de seus mais ilustres ícones: um Kenworth 523, ano 1950. O clássico estilo do capo longo e reto segue sendo um dos mais amados nos EUA e mundo à fora.


Kenworth 523, ano 1950 / FOTO: Igor Mallmann

A Volvo aparece com uma boa variedade de exemplares, permitindo ver a evolução do design e suas variações ao longo do tempo. Aliás, para contrastar com os caminhões clássicos em exposição, há um Volvo FH 16 de 750 cavalos, o top de linha da marca, em sua configuração 8x4 para cargas extrapesadas. Esse foi por vários anos o caminhão mais potente fabricado em série no mundo, perdendo o posto recentemente com a apresentação do novo motor de 770 cavalos da Scania.


Volvo FH 16 750cv demonstra como tecnologia avançou nos caminhões / FOTO: Igor Mallmann

“Hoje nós já falamos em operador e não em motorista” comenta o gerente Tony, assinalando as tecnologias presentes nos caminhões atuais, como a leitura da topografia para otimizar o rendimento do motor e o câmbio automatizado. “Um caminhão desses vem com mais tecnologias do que um carro dito de luxo”, afirma Tony, apontando para o FH.


Mercedes-Benz L6500 de 1954 / FOTO: Igor Mallmann

É claro que um museu do caminhão não poderia deixar de apresentar também os clássicos modelos da Scania. Os três exemplares estão expostos bem no canto do pavilhão, mas sua consagrada cor laranja faz com eles saltem à vista de longe. É possível apreciar o lendário “jacaré” L111 ano 1979 e os seus antecessores, o L76 (ano 1964) e o L71 (ano 1957).


Scania L71 ano 1957 / FOTO: Igor Mallmann

Confira mais algumas raridades presentes no American Old Trucks:


FOTOS: Igor Mallmann

Uma atração que certamente vai cativar crianças e adultos é a pista para os modelos de caminhão em miniatura.

Museu possui uma pista e miniaturas de caminhões / FOTO: Igor Mallmann

Ingresso e localização

Fachada inconfundível traz um Peterbilt sobre a entrada / FOTO: Igor Mallmann

O American Old Trucks está localizado na estrada que dá acesso ao Parque do Caracol em Canela, ao lado do parque Vale dos Dinossauros, que pertence ao mesmo grupo. O ingresso normal custa R$ 70 e há o benefício da meia-entrada para estudantes e idosos.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
Serra Cult © 2020 Todos os direitos reservados
logo serra cult.png
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone Instagram